Estratégias debatidas

11/05/2017 às 18:49 | Assessoria CBF

Internacionalização da marca no Somos Futebol

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Somos Futebol: Internacionalização

A 2ª Semana de Evolução do Futebol Brasileiro foi encerrada na tarde desta quinta-feira (11). Como durante todo o evento, o auditório da sede da CBF, no Rio de Janeiro, ficou lotado para o tema "Estratégias para Internacionalização de Marcas". Damian Willoughby, vice-presidente sênior de Parcerias do Manchester City, Tom Greenwood, head de Parcerias e Ativações da Premier League, Arnon de Mello, VP América Latina da NBA e Patrícia Schiavo, head de exportação Guaraná Antárctica Ambev, apresentaram as estratégias das empresas que representam. No fim, os palestrantes fizeram uma roda de conversas e responderam perguntas.

Damian Willoughby: o sucesso do Manchester City

O Manchester City é hoje o quinto clube mais valioso do mundo. O executivo pontua os pilares da marca. Para Damian Willoughby, são três fatores fundamentais para o sucesso do clube: futebol bonito, cidadania, e a abordagem global. 

– Queremos desenvolver e evoluir o nosso relacionamento com o torcedor. O futebol é o único esporte universal. É o mais assistido, o que as pessoas mais falam sobre. Não interessa onde você vai, mas você sempre consegue falar de futebol com alguém – destaca. 

Tom Greenwood: o público e a Premier League

A Premier League é um sucesso. A competição é uma das mais rentáveis do futebol mundial. O head de Parcerias e Ativações da competição destaca que tudo isso só foi possível pela participação dos torcedores. Tom Greenwood conta que a operação teve o cuidado em ouvir os fãs. 

– Ouvimos muitos torcedores em grupos de estudo. Por causa do fuso horário, a assimilação tem significados diferentes para públicos diferentes. É preciso entender cada grupo de fãs. Na Índia por exemplo, sabemos que é difícil competir com o críquete, mas temos uma inserção muito grande na classe média. No Brasil, a Premier League é o segundo torneio internacional mais assistido, só perde para a Liga Espanhola. Estados unidos, China e Índia são os principais parceiros da Premier League no momento – destaca.

Arnon de Mello: NBA pelo mundo

Representando a NBA, Arnon destacou as mudanças operacionais pelas quais a Liga mais famosa de basquete do mundo passou nos últimos anos para valorizar ainda mais a marca pelo planeta. O profissional revelou as ações no Brasil para exemplificar o trabalho.

– Somos nós que tratamos das 30 marcas da NBA aqui no Brasil. Quando fechamos acordo com uma marca, temos que garantir que todos os nossos times sejam representados – acrescenta.

Patrícia Schiavo: Guaraná - o Brasil no mundo 

O Guaraná Antártica é um dos produtos mais brasileiros que existe e está presente em 70% do mercado de refrigerantes no mundo. Patrícia Schiavo revela um pouco da estratégia para que isto seja possível. Segundo a head de exportação da Ambev, este processo passa muito pela comunicação. 

– Sempre que a gente puder deixar explicado na comunicação o que queremos que o consumidor entenda, é melhor. Isso faz com que gastamos menos dinheiro para fazer as pessoas conhecer nosso produto. Sempre comunicamos a mesma coisa e, em cada país, trocamos a língua mas mantemos o nosso posicionamento.

Troca de experiências

Encerrando o evento, Damian Willoughby, Tom Greenwood, Arnon de Mello e Patrícia Schiavo fizeram uma roda de debate para compartilhar as estratégias das suas marcas. Os quatro profissionais aproveitaram ainda para esclarecer dúvidas dos expectadores por aproximadamente uma hora. As considerações finais foram feitas por Gilberto Ratto, Diretor de Marketing da CBF, que agradeceu aos palestrantes e expectadores pela presença, e parabenizou a todos os participantes da organização pelo sucesso.

Leia mais

Nossos patrocinadores