CAMPEÕES CELESTES

24/11/2017 às 13:17 | Assessoria CBF

Thonny e Marcelo comemoram o título da Supercopa

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Nesta quinta-feira (23), tendo como palco a Arena Independência, o Cruzeiro-MG derrotou o Atlético-MG nos pênaltis e conquistou a Supercopa do Brasil Sub-20. No tempo normal, a segunda partida da decisão terminou empatada em 2 a 2. Nas penalidades, vitória da Raposa por 4 a 2.

É o segundo título nacional consecutivo do Cruzeiro. Depois de conquistar o Brasileiro Sub-20 em cima do Coritiba-PR, também nas disputas de pênaltis, a equipe celeste se credenciou para brigar pela Supercopa Sub-20 diante do Atlético-MG, maior rival e vencedor da Copa do Brasil da categoria. Melhor para os cruzeirenses, que levam, agora, dois títulos inéditos para a Toca da Raposa.

Artilheiro do Cruzeiro Sub-20 na temporada, o atacante Marcelo foi um dos que mais celebrou a conquista no gramado do Independência. Eufórico, o camisa 11 celeste falou, em entrevista à CBF TV, sobre as dificuldades da decisão.

– Foram dois jogos muito difíceis. Já sabíamos das dificuldades e fizemos o que o professor Ávila pediu dentro de campo, cumprimos bem o nosso papel, e garantimos o título e nossa vaga na Libertadores – comentou.

Capitão da equipe cruzeirense nas duas conquistas, Thonny Anderson não escondeu a alegria por levantar mais um troféu com a camisa celeste. Em entrevista à CBF TV, ainda no gramado, o camisa 10 do Cruzeiro destacou a vitória sobre um rival tradicional.

– Momento único! Essa final foi ainda mais especial por ser contra o Atlético-MG. E sermos campeões em cima do maior rival é, sem dúvida, uma emoção sensacional – exaltou.

Como um líder dentro e fora de campo, Thonny desempenha um papel de referência dentro do elenco. Entre os mais velhos da equipe, o jogador comentou a veia de liderança que apresentou na decisão para encaixar o time dentro das quatro linhas.

– Por ser mais velho e estar no último ano (da categoria), eu tento pegar os mais novos e fazê-los entender o jogo: a hora que precisamos pressionar, o momento em que estamos melhor no campo... Eles conseguiram suportar bem e, graças a Deus, deu tudo certo – destacou

Dois títulos nacionais inéditos. Um deles conquistado sobre o maior rival. Duas disputas de pênaltis de tirar o fôlego. Some ainda uma vaga na Libertadores da próxima temporada. Tudo isso em um intervalo de 34 dias. Esse é o final de temporada da equipe Sub-20 do Cruzeiro.

Leia mais

Nossos patrocinadores